Prender o sêmen faz mal?

Prender o sêmen faz mal?

ANÚNCIO

Postagem escrita em 24/01/2023

Uma das perguntas muito frequentes quando o assunto é o sexo é relacionada a prender o sêmen. E o quanto isso pode fazer mal ou não. Para quem não sabe, a discussão em torno de quem evita a ejaculação vai longe. Há muitas pessoas que afirmam que isso traz benefícios para a saúde. Então, você vai ver mitos e verdades relacionados ao tema. em outras palavras.

O primeiro fator que precisa ser compreendido sobre prender o sêmen é que estamos falando sobre o assunto no sentido de isso ser feito propositalmente. Ou seja: a transa está acontecendo e, antes de e ejaculação ocorrer, uma ou duas partes pararem. Há outras formas de chamar a ação, entre elas conservação seminal, continência sexual e coito reservatus.

Prender o sêmen

Mas, a verdade é que, não existem tantas evidências assim, no sentido científico, sobre a prática, a interrupção. É meio que um: se você quiser parar e for benéfico para o seu corpo, siga em frente. Porém, existem pessoas que afirmam que isso ajuda bastante com relação à saúde mental.

Algumas afirmam que, depois de prender o sêmen em meio às relações sexuais, passaram a ter mais motivação, energia, autoconfiança. Em outras palavras, Há inclusive quem afirme ter reduzido a ansiedade e melhorado questões de memória.h

E, agora uma dica: se esse assunto te interessou, provavelmente sites pornôs também vão te atrair. Então, não deixe de conferir as opções presentes.

Existem benefícios em não ejacular (retenção de sêmen)?

É difícil dizer se pode haver algum benefício real em não ejacular. Não há evidências científicas suficientes para recomendar esta prática para todos os homens.

Se um homem não ejacular, o sêmen é desviado de volta para o corpo e se decompõe.

Praticar a retenção de sêmen para dois a cinco dias é um critério antes da ejaculação no dia de uma análise de sêmen. Isso é para garantir que a amostra de sêmen contenha uma quantidade máxima de esperma. No entanto, isso não significa que a prática de preservação de esperma deva ser incentivada.

Alguns dos potenciais benefícios para a saúde da retenção de sêmen podem incluir:

Orgasmos mais intensos

  • Acredita-se que períodos prolongados de não ejaculação podem levar a orgasmos mais intensos.
  • No entanto, de acordo com alguns estudo, um período de abstinência de três semanas não afeta as sensações do homem durante a ejaculação.

Fertilidade melhorada

  • Há uma crença de que a retenção de sêmen pode aumentar a fertilidade de um homem melhorando a qualidade do esperma. No entanto, existem estudos mistos sobre isso.
  • De acordo com alguns estudos, evitar a ejaculação por mais de quatro dias pode afetar negativamente a qualidade do esperma. No entanto, em outro estudo realizado sugeriu que a ejaculação diária não tem efeitos negativos na qualidade do esperma.

Existem efeitos colaterais da retenção de sêmen?

A privação de ejaculação ou retenção de sêmen é isenta de riscos, mas alguns efeitos colaterais são possíveis, incluindo:

  • Hipertensão epididimal
  • Problemas com a ejaculação

Quais são os benefícios da ejaculação?

  • Bem-estar aprimorado
  • Prevenção do câncer de próstata

O que as pessoas dizem sobre prender o sêmen?

Além do que já foi citado, há quem diga que a saúde mental e espiritual também pode melhorar. Isso caso prender o sêmen seja uma realidade sua. Segundo quem faz a prática, a massa muscular pode ser aumentada. E o corpo e a mente passam a ficar em harmonia.

prender o sêmen

Porém, como sempre existem os dois lados, há quem diga que a prática pode trazer alguns malefícios. Ainda que não comprovados, assim como os benefícios, é importante citá-los.

Você já ouviu falar sobre a hipertensão epidimal? É um dos fatores que pode desencadear caso a pessoa fique excitada, mas, não finalize o orgasmo. O problema é que isso pode acabar trazendo dores aos testículos e fazendo com que o sangue fique acumulado na região, o que não é benéfico. Dessa forma, as pessoas podem acabar tendo problemas ao prender o sêmen.

Há quem afirme ainda que problemas sexuais podem passar a acontecer caso a prática ocorra com frequência. Um deles é o descobrimento de que não se consiga mais a ejaculação ou ainda, a ejaculação precoce.

Só que, uma coisa é fato: segurar a ejaculação de vez em quando pode ser excelente em um sentido: conseguir um orgasmo mais intenso. E isso não é apenas suposição. Porém, para o homem, nem sempre é tão simples assim segurar esse orgasmo.

Dessa forma, o melhor a se fazer, que, inclusive, até já foi citado, é que cada pessoa decida se quer ou não colocar em prática a ação de prender o sêmen. Apenas ela pode tomar a decisão. Então, resta tentar e experimentar.

O que acontece no corpo quando uma pessoa bloqueia a saída de espermatozoides?

Os testículos produzem espermatozoides, que saem do escroto através de um tubo chamado ducto deferente. Durante a ejaculação, o sêmen se mistura com o sêmen e sai pela uretra, um tubo no pênis.

Saiba que o esperma contém cerca de 10% de esperma, o resto consiste em:

  • enzimas
  • vitamina C
  • cálcio
  • proteína
  • sódio
  • zinco
  • Ácido Cítrico
  • açúcar de frutose

Se o esperma não sair durante a ejaculação, o corpo se decompõe e reabsorve o sêmen. Dessa forma, ele também pode liberar esperma durante a ejaculação noturna, também conhecido como sonho molhado.

Por fim, quando as pessoas fizeram uma vasectomia, seu esperma permanece no corpo e não se mistura com o sêmen. Por exemplo, os testículos continuam a produzir espermatozoides, mas o corpo os absorve novamente.

Perguntas frequentes

1. Há algum efeito colateral se eu não me masturbar regularmente?

Seu corpo é projetado para lidar com sêmen não utilizado sem prejudicar sua resistência ou perda de esperma ou contagem de esperma.

2. Os espermatozoides se acumularão ou se acumularão em seu corpo se você não ejacular?

Não, como se os espermatozoides não ejaculassem, seu corpo os quebrará e eventualmente os absorverá de volta ao seu corpo. Em outras palavras, Não há acúmulo ou acúmulo de esperma em seu corpo.

Gostou? Então compartilhe!